#1 Dica de autocuidado


E a resposta é: SIM, sem enrolação. Escrever pode te ajudar a cuidar mais de si também.


Mas antes, diz aí… você já tentou escrever para aliviar os sentimentos dentro do peito?


O ato de escrever faz com que possamos nos conectar com o que está à nossa volta. Terapeuticamente falando, escrever sobre experiências, sentimentos e pensamentos nos auxilia a fazer reflexões sobre a nossa vida e com isso podemos identificar e sentir as situações a partir de um outro ângulo.


Durante a escrita, você deixa fluir o que está dentro de você, sem tentar esconder os seus reais pensamentos (mesmo aqueles que você não queria ter), sem julgamentos. Apenas colocar no papel sua experiência/sentimento. Essa prática de escrever, principalmente as experiências negativas, nos permite pensar, reconhecer, identificar e colocar em perspectiva os acontecimentos.


Nesse entrar em contato que temos no ato da escrita nós podemos:


✨ Vivenciar um processo de elaboração de caminhos futuros;

✨ Tomar decisões (ou ter o suporte para isso);

✨ Expandir nosso autoconhecimento;

✨ Desenvolver nossos pensamentos e racionalidade para lidar com essas experiências negativas.


Eu tenho um caderninho separado aqui para escrever sobre as situações da minha vida.. confesso que as vezes me pego resistente à esse processo, me pego não querendo entrar em contato... alguns dias eu consigo escrever, outros ainda é difícil (mesmo sabendo como me faz bem), pois é um processo de:


🐛 Encontros e reencontros de sentidos, sentimentos e emoções.


🐛 Aceitação da nossa realidade atual e passada.


🐛 Acolhimento dos sentimentos desconfortáveis para se ter liberdade e novos caminhos.


Obs. James Pennebaker é um estudioso da técnica de escrita expressiva. Pra quem tem interesse, vale pesquisar ;)


@layssalopes.psi

26 visualizações0 comentário

2019-2020 © TherAppy | Termos de Uso