Algumas considerações sobre o suicídio.

Antes de começar esse post quero dizer que: você não está sozinho e sua vida importa. Quando se sentir perdido ou crer que nada mais tem sentido, procure conversar com alguém que te entenda e que respeite os seus sentimentos e, além disso, procure ajuda psicológica. Vai dar tudo certo.

Então, vamos lá, suicídio é quando fazemos uma ação intencional de nos matar (sui- si mesmo caedes- ação de matar). A cada 45 segundos acontece algum suicídio no mundo, normalmente pessoas que mais cometem suicídio sofrem de algum tipo de disfunção psicológica, como depressão, bipolaridade, esquizofrenia, são vitimas de bullying/cyberbullying, ou fazem uso excessivo de drogas (ilícitas ou licitas).


Alguns dados:

No mundo:

-> 2ª maior causa de morte entre jovens;

-> + de 800 mil pessoas cometem suicídio por ano;


No Brasil:

-> 4ª maior causa de morte entre jovens (15 à 29 anos);

-> 3ª maior causa entre homens;

-> 8ª maior causa entre mulheres;

-> Maior quantidade de óbitos em suicídio é por enforcamento, seguido de intoxicação, arma de fogo e outros, como: pular de um prédio.


Nos últimos anos mesmo com aumento da prevenção ao suicídio, as taxas de mortalidade só aumentaram. A taxa de mortalidades é ainda maior entre indígenas, sendo mais comum entre crianças e adolescentes.


Diferença entre ideação e tentativa:

Ideação suicida são pensamentos ou planos suicidas e tentativa de suicídio é ter a ação de se matar mas não conseguir (maior entre as mulheres do que entre homens, sendo feita mais por intoxicação, ex: medicamento). A tentativa de suicídio é a emergência psiquiatríca mais comum entre jovens, muitas vezes, mais de 75% está acima de 13 anos.


Obs.: Em dados do ministério da saúde, há uma redução de 14% do risco de suicídio em municípios com maior número de Centro de Atenção Psicossocial, CAPS.


14 visualizações0 comentário

2019-2020 © TherAppy | Termos de Uso