Não existe instinto materno, isso é aprendido.

Atualizado: 20 de Jul de 2020

Coisas de menino e coisas de menina. Esses conceitos foram aprendidos e condicionados ao longo do tempo. Meninas vestem rosa e meninos vestem azul, meninas brincam de casinha e meninos brincam de carrinho.


As meninas são condicionadas ao que observam, seja na dinâmica da família, na mídia e na sociedade em geral. Crescemos com a imposição de que temos como função nos tornar mãe e aquela que não o deseja sofre pressão e preconceito. Crescemos conforme padrões instituídos.


Assim como os meninos crescem aprendendo a brincar de bola, carrinho, brincar de ser astronauta, juiz ou policial. Não há espaço para brincar de boneca, casinha, ser cozinheiro ou brincar de ser pai, como as meninas fazem. Eles crescem achando que essa responsabilidade é exclusiva da mulher e muitas vezes têm esse exemplo em casa. Meninos não choram, isso é demonstrar fraqueza, isso é " coisa de mulherzinha".


E assim criou-se a ideia de sexo frágil e nos vemos repetindo padrões e propagando a desigualdade.


E digo mais, não existe instinto materno, ser mãe é aprendido! Você aprende a amar. Você constrói essa relação.


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo