“Estou grávida em meio à Pandemia, e agora?

Para muitas mulheres tornar-se mãe é a realização de um sonho. Porém, a gestação traz consigo muitas mudanças na rotina de vida das futuras mamães, provocando alterações emocionais significativas durante o período gestacional. O estresse, ansiedade e preocupações já estão presentes no fluxo natural da gravidez devido às alterações hormonais ocorridas no organismo. Entretanto, nesse período de pandemia, as gestantes estão com mais uma preocupação, o medo de contrair o COVID-19. Agora, incluídas no grupo de risco pelo Ministério da Saúde, todas as gestantes e puérperas (mulheres que estão no pós-parto) devem receber atenção e cuidados redobrados durante a pandemia. Percebe-se que a pandemia já tem gerado um estresse maior na população em geral, e não seria diferente com as gestantes, por isso pensar em medidas eficazes para diminuir o medo e a preocupação das gestantes nesse momento, é essencial para evitar futuras complicações na saúde da mamãe e do bebê. Além das medidas de higiene e segurança estabelecidas pelo Ministério da Saúde, é de suma importância que a gestante mantenha uma relação de confiança com o obstetra que está acompanhando a sua gestação, seguindo todas as recomendações para manutenção segura do pré-natal e exames que são tão importantes durante a gravidez. Hoje, alguns recursos têm sido disponibilizados para diminuir as consultas presenciais, como é o caso da telemedicina, que em alguns casos pode ser utilizado para acompanhar a gestação, orientando e esclarecendo dúvidas da gestante. Para evitar ainda mais a sensação de insegurança, medo e ansiedade, procurar fontes seguras e confiáveis para obter informações também é muito importante, assim evita uma exposição exagerada e desnecessária a quantidade de informações recebidas evitando o surgimento de sentimentos negativos e estresse durante a gestação. Para manter o equilíbrio da saúde mental na gestação em meio à pandemia, procure se conectar com afazeres que lhe proporcione bem estar e satisfação, principalmente com os preparativos para a chegada do bebê, desviar um pouco o foco desse momento é essencial, pensar que existe vida além da pandemia. E caso perceba sintomas exacerbados frente à pandemia, como pensamentos constantes e repetitivos, medo, irritabilidade, choro frequente, insônia, palpitações ou falta de ar, é muito importante conversar abertamente com seu médico e principalmente procurar auxílio psicológico. O conforto emocional, assim como manter a qualidade de vida durante o período gestacional, além de evitar riscos para a gravidez, também evita futuros quadros de depressão e desgastes emocionais no pós-parto. É inevitável não se preocupar com o atual cenário que estamos vivendo frente a uma pandemia, mas é necessário nos adaptarmos com o atual contexto sem gerar maior estresse e adoecimento, buscando sempre prezar pelo bem estar físico e emocional, principalmente num momento tão especial como é a gestação.”


Daniele Morais

Psicóloga

CRP 04/48118


#saudemental

#gestação

#equilíbrio

#qualidadedevida

#psicologia

#psicanálise

#bemestar

#posparto

#saudegestante


17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

2019-2020 © TherAppy | Termos de Uso