O seu corpo já foi alvo de ataques?



Em diferentes áreas da vida a mulher é vista como alvos de insultos, criticas ou até as chamadas "sugestões"...Seja devido o seu peso ou as marcas que o desenha.

Dizem a forma como deve ser e qualquer coisa que foge do padrão é rechaçado, isso no trabalho, em casa ou em um bar por um desconhecido.


Nenhuma mudança é suficiente e nenhuma maneira é boa.


Vivemos em uma sociedade que exige um padrão estético que foge da realidade das mulheres brasileira, esse padrão que exige uma bunda mais empinada, um peito maior e uma cintura mais fina é vendido através da mídia, ou melhor, através do photoshop, maquiagem e milhões de procedimento estéticos caros. Mesmo com muito investimento e dinheiro gasto nunca é o suficiente e sempre tem algo a fazer. Está busca incansável pelo "corpo perfeito" frustra, cansa e machuca, afinal deixar de colocar uma roupa que gosta ou deixa de sair com medo do que as pessoas vão falar não é fácil.

É necessário desconstruir...


Claro que não é fácil, desconstruir um padrão é um processo, demora e doí.

É uma luta diária, pois foi internalizado desde a infância como deve ser, os julgamentos e repressões. Compreender que terá dias que será difícil e que se olhar no espelho será mais complicado.

É preciso se permitir aceitar as suas curvas, reconectar com o seu corpo, reencontrá-lo, conhece-lo e ama-lo, isso leva tempo, é um exercício de empatia consigo.

Se autoriza a ser livre para que ocupe os espaços da maneira que deseja, independente da aparência ou de aprovação das outras pessoas.

Se você leu esse texto com toda certeza já deu o primeiro passo no processo de resistir para existir.


Psicologa Natália de Menezes Gomes

CRP 06/158371

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo