Quem é você? O autoconhecimento pode ser a resposta para essa pergunta!





Somos exploradores insaciáveis do mundo! Como humanidade, nos questionamos de onde viemos e para onde vamos. No nosso processo evolutivo, conseguimos descobrir seres microscópicos praticamente invisíveis. Exploramos o universo em busca de vida em outros planetas. Descobrimos que a terra não é plana (isso mesmo! não é!).


Mas, mesmo em meio a tanta ciência, negligenciamos a autoescuta. Esquecemos de nos voltarmos para dentro e, individualmente, identificarmos quem somos. Esquecemos de aprofundarmo-nos em nossa própria essência e, frequentemente, não somos capazes de exercitar o enigma proposto por Delfos desde 650 a.C.: “Conhece-te a ti mesmo”.



O que é autoconhecimento?


Mas do que nos olharmos no espelho diariamente e nos reconhecermos, o autoconhecimento é a busca pelo conhecimento da nossa essência e dos nossos sentimentos. É o processo de análise de nossa existência e compreensão das etapas de aprendizagem pelas quais já passamos e, à partir disso, o entendimento sobre quais são os nossos pontos fortes e fracos. O autoconhecimento é uma investigação sobre si próprio em que nos perguntamos quem somos.


Através do autoconhecimento conseguimos estabelecer nossos objetivos e determinar nosso propósito. Passamos a deixar de focar nos outros e conseguimos nos concentrar nas nossas convicções e, a partir daí, determinarmos com mais assertividade nossas escolhas. Quando nos conhecemos desenvolvemos maior conexão com nosso “eu” e com o mundo.


A descoberta de nossas forças e fraquezas no processo de autoconhecimento possibilita que identifiquemos nossas qualidades e as utilizemos para potencializar nossos resultados. E, em contrapartida, ao reconhecermos nossas limitações, conseguimos concentrar esforços para transformá-las ou superá-las.


Através desse processo, conseguimos trabalhar nossos conflitos e resistências, aumentando, assim, nossa autoestima, nos fortalecendo para não reagirmos impulsivamente às adversidades da vida e possibilitando sentimento de autorrealização, fundamental ao status de felicidade.


O processo de autoconhecimento é contínuo, pois, a cada nova experiência vivida, podemos nos transformar e, assim, a necessidade de mantermos ativo esse processo para continuarmos nos reconhecendo e nos compreendendo.


“É na presença que o homem constrói o seu modo de ser, a sua existência, a sua história.” (HEIDEGGER 1995, p.309)


Passos para o autoconhecimento


1º – Questione-se. Concentre-se nas suas dúvidas, tente respondê-las e refletir sobre elas. Perguntas como essas podem nos ajudar a começar:

  • O que gosto e o que não gosto de fazer e por quê? Quais são meus interesses?

  • Quais são os valores que norteiam a minha vida?

  • O que já atingi até agora? Quais são minhas principais realizações?

  • Quais são os conhecimentos que detenho?

  • O que já vivi para ser quem sou hoje?

  • Como me vejo daqui a alguns anos? Quais são os planos para a minha vida?


2º – Explore novas possibilidades. Para descobrir o que realmente gosta, experimente! Novos lugares, novos sabores, novos hábitos. Saia da sua zona de conforto e permita-se conhecer o que o mundo tem a oferecer.


3º – Permita-se mudar de opinião. Kant já dia “O sábio pode mudar de opinião, o ignorante nunca”. Se abrir a novos pontos de vista e a desconstrução de velhos conceitos podem ser resultados das reflexões às quais precisa se submeter. E, mudar de ideia, quando necessário, é sinal de maturidade.


4º – Curta-se. Tire um tempo para si. Aprecie sua própria companhia. Desconecte-se. Dedique-se ao silêncio. Ele permite que sua essência tenha voz.


5º – Escreva. Crie o hábito de anotar suas ideias e pensamentos. A escrita exercita a criatividade a auxilia na organização dos pensamentos. Aqui vale também a escrita digital. Existem vários aplicativos para anotações e diários.


6º – Mova-se. Desperte sua consciência corporal. Sinta-se no mundo. Vale corrida, dança, pilates… o importante é que você se mexa e que seu corpo entre em movimento.


7º – Procure ajuda. A psicoterapia auxilia no processo de autoconhecimento. Faça terapia!



Quando buscar ajuda?


A partir do momento em que sentimos necessidade de autoconhecimento, já podemos considerar buscarmos a ajuda de um especialista. O psicólogo é o profissional que pode nos ajudar a compreender o que está dentro da gente. Ele nos ajuda a trabalharmos questões pessoais para que, juntos, consigamos encontrar quais os caminhos a seguir.


E por que optar pela psicoterapia? Porque não existe receita de bolo para o processo de autoconhecimento. A psicoterapia é o processo de transformação que nos auxilia a cuidar da nossa mente através das palavras.


Cada pessoa é singular. Não existem no mundo duas pessoas que tenham passado e experimentado exatamente da mesma maneiras todas as experiências de vida. Somos o resultado do que vivemos. O interior e o exterior de uma pessoa a compõem em sua totalidade.


“Se o que tu procuras não achares primeiro dentro de ti mesmo, não achará em lugar algum.” SÓCRATES

Olhar para dentro de si e promover mudanças. O autoconhecimento deve gerar ação e nos levar a buscarmos um sentido para nossa existência, possibilitando que, através da busca pelo desenvolvimento pessoal, iniciemos um projeto para que o sentido da vida seja pertinente a nossa autorrealização.


E, o quanto antes investimos em autoconhecimento, mais tempo teremos para usufruir dos frutos colhidos através desse processo.






HEIDEGGER, Martin. Ser e Tempo. Petrópolis: Editora Vozes, 1995

31 visualizações

2019-2020 © TherAppy | Termos de Uso