Relacionamento afetivo e Redes Sociais

É fato que as redes sociais fazem parte da vida da maioria das pessoas. Mas a pergunta é: como você lida com as redes sociais em seu relacionamento afetivo?


Muitos têm o hábito de "stalkear" (em português = perseguir) o(a) parceiro(a) em suas redes sociais. Desejam saber que posts curtem, quais perfis seguem, se enviam directs, se comentam as fotos de outras pessoas, etc.


Já pensou em quanta energia é gasta neste tipo de hábito? E mais: o que o(a) motiva a fazer isso?


Há casos em que isso ocorre, pois a pessoa acredita que essa é uma maneira de "controlar" o outro e assim evitar possíveis contatos e até mesmo uma traição. Outros não estão confortáveis em seus relacionamentos, há insegurança, ciúmes, falta de empatia e diálogo que os fazem ter esse tipo de comportamento.


Se isso ocorre em seu relacionamento, lhe convido a refletir sobre seus sentimentos e pensamentos nesta relação. Se não há confiança, algo foi quebrado, rompido e isso afeta significativamente o casal.


Nesse caso, o diálogo é um passo de suma importância para entenderem e lidarem com a situação. A terapia de casal é outra ferramenta que os ajudará a compreenderem, refletirem e lidarem com os fatores que afetam o relacionamento.


É bom lembrar que as redes sociais devem ser uma forma de distração/lazer e socialização. Se ela lhe causa incômodo/desconforto, é o momento de redobrar sua atenção e pensar sobre o assunto.


😉Gostou?

👍Curta o post


🧠Psicóloga Laura Borges

📌CRP: 06/121033


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

2019-2020 © TherAppy | Termos de Uso